Abuso – Padrasto é condenado por estupros; criança ouviu da mãe que ele era ‘carinhoso’

Abuso – Padrasto é condenado por estupros; criança ouviu da mãe que ele era ‘carinhoso’

Quando a filha, de 12 anos, contou para a mãe que era estuprada pelo padrasto, de 32 anos, a mulher, de 37 anos, ao invés de denunciar o marido, dizia para a adolescente que o homem estava sendo ‘amoroso e carinhoso’ com ela.

Os abusos ocorreram durante nove meses em cidade de Mato Grosso do Sul.

Durante os nove meses que era abusada pelo homem, a garota chegou a falar para mãe que o padrasto estava tendo comportamentos estranhos, inadequados, mas a mãe dizia que era carinho.

Em depoimento especial quando da descoberta do crime, a garota relatou que ele a abraçava com força e passava as mãos em suas partes íntimas por debaixo das roupas.

Ela ainda contou que o padrasto falava para ela sobre seus ex-relacionamentos amorosos, relatando com detalhes a forma que praticava sexo com outras mulheres.

A mãe da menina ouvia os relatos e achava graça, segundo a vítima.

O homem acabou preso em 2016 e foi a condenado a 14 anos de reclusão, regime fechado, além de pagamento de R$ 2 mil de indenização à vítima.

A defesa apelou da sentença em agosto deste ano e no dia 24 deste mês a Justiça negou mantendo a condenação do homem. Já a mãe da menina acabou absolvida.

Portal Voxnet – Via Midiamax

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.